Nome do Projeto
Galeria das Experiências Obstétricas

Enquadramento do Projeto 
O projeto consiste na organização de grupos de partilha em que as mulheres/casais são convidada/os a explorar as suas experiências de parto através de ferramentas artísticas. O resultado constituirá uma galeria online acessível a toda a comunidade e circulará fisicamente por instituições de saúde e escolas superiores, em sessões onde se abordará o que sentem as mulheres e a importância da qualidade de cuidados na assistência obstétrica. Os recursos online poderão ser utilizados por quem quiser (professores universitários, profissionais de saúde, associações não governamentais) com o objetivo de promoção do debate e ações de formação acerca do tema.

Público-alvo:
1- Mães e casais,
2- Profissionais de saúde e estudantes, psicólogos,
3- Comunidade em geral

Necessidade(s) Identificada(s)
Em geral, há falta de diálogo acerca das experiências de parto em Portugal, havendo um grande número de mulheres traumatizadas com os seus partos, inclusive com a assistência que receberam, com consequências a curto, médio e longo prazo para a sua vida emocional, psicológica e reprodutiva;
Falta de sensibilidade e noção dos profissionais de saúde e estudantes relativamente a esta questão;
Falta de debate público acerca da questão, considerada do foro íntimo e pessoal e, portanto, tabu.

Objectivo(s) e Meta(s)
Sabendo que a arte tem a capacidade de abordar assuntos sensíveis difíceis de concretizar de formas mais convencionais, pretende-se com este projeto promover a exploração das experiências pessoais de parto, estabelecer pontes de diálogo entre usuários e profissionais envolvidos na assistência obstétrica e psicológica relacionada com o parto e visibilizar a importância da experiência do ponto de vista das mulheres e dos casais, através de:
1. Estabelecimento de grupos de confiança para partilha e exploração artística e verbal das experiências de parto, no sentido de processar os mesmos;
2. Aumento da sensibilidade dos profissionais de saúde no ativo e em formação relativamente a esta questão;
3. Criação de uma bolsa de recursos online acessível de forma gratuita para a comunidade e todos os interessados em abordar o tema das experiências de parto e usar o conteúdo disponível da forma que entenderem.

Estratégias de Implementação
1. Organização de grupos participativos por todo o país para criação artística acerca das experiências de parto, direcionados a mulheres, casais e profissionais de saúde;
2. Exibição e debate em instituições de saúde e escolas superiores;
3. Organização e disponibilização dos conteúdos em plataforma online de livre acesso.

Indicadores e Métodos de Avaliação
– Preenchimento de inquérito de satisfação por parte dos participantes.
– Avaliação de métricas de consulta online do site do projeto.
– Reflexão teórica acerca do processo e resultados por parte da investigadora, a ser integrada na produção académica e em apresentações públicas decorrentes da investigação de doutoramento em Antropologia atualmente em curso.

Descrição dos Custos Previstos para a Implementação do Projeto
– Deslocações pelo país
– Alojamento
– Materiais artísticos

O valor do prémio (500€) cobre os custos previstos?
Não.

Se respondeu “NÃO” à questão anterior, como planeia obter o restante financiamento?
Fontes pessoais (bolsa de doutoramento em curso).

De que forma o projeto pretende contribuir para um NASCER POSITIVO em Portugal?
– Através da promoção da autorreflexão acerca de um evento com grande impacto a vários níveis na vida das pessoas envolvidas, como é o parto;
– Através do acesso a ferramentas criativas que ajudem as mulheres, casais e profissionais de saúde processar as experiências obstétricas;
– Através do estímulo do debate público e da sensibilização de profissionais acerca da importância da qualidade dos cuidados na assistência obstétrica, criando uma plataforma de acesso geral para quem queira abordar o assunto.