Nome do Projeto
Fraldas para Bebés Felizes!

Enquadramento do Projeto 
O grupo alvo são os bebés apoiados pela Vida Norte e as suas famílias. O contexto de aplicação enquadra-se no eixo do Acompanhamento Individual de Proximidade, no qual o apoio material doado à grávida e recém-mãe assume grande importância, nomeadamente, enxoval do bebé, kit de produtos de higiene, fraldas, artigos de puericultura, leite adaptado, entre outros.
A Vida Norte é uma IPSS 100% privada, sem acordos com o Estado, que apoia grávidas em situação de fragilidade, garantindo um acompanhamento de proximidade, com a vista à capacitação da família e à construção de um projecto de vida autónomo e estruturado.

Necessidade(s) Identificada(s)
A Vida Norte tem como visão que todos os bebés devem nascer e crescer num ambiente protegido, com afecto e dignidade. Assim, a Vida Norte existe para que nenhuma grávida se sinta sozinha e encontre na Associação um porto de abrigo.
A Metodologia de intervenção da Associação tem por base o potencial e a capacidade de transformação e superação de cada pessoa. Por isso mesmo, o estabelecimento de uma relação de proximidade, confiança e de compromisso assume um papel primordial neste processo. A aproximação ao contexto natural de vida, através da realização de visitas domiciliárias, bem como à realização de encontros regulares e presenciais com cada grávida/mãe/e família são parte integrante da nossa Metodologia de Intervenção.
Por outro lado, a formação é base para a conquista de uma maior inclusão social, apostamos num Plano Intensivo de Capacitação na área da Saúde Materno-Infantil e Parentalidade Positiva.
Paralelamente, realizamos sessões de Literacia Financeira e de Orientação Profissional, fundamentais na garantia da autonomia. Por último, a integração profissional é o objectivo máximo da intervenção da Vida Norte, promovendo a quebra do ciclo de exclusão social e com vista a um futuro mais autónomo e feliz. Num contexto de grande fragilidade emocional e económica em que a grávida/mãe/família se encontra, o apoio material, nomeadamente em fraldas, é essencial para se viver com serenidade a maternidade.

Objectivo(s) e Meta(s)
O objectivo é assegurar um ambiente protegido aos bebés Vida Norte. A meta é assegurar o apoio em fraldas a 12 bebés no primeiro mês de vida. Sabendo que, em média, um recém-nascido usa oito fraldas por dia e que o custo médio por unidade de fralda é de €0,1746, é possível estimar que no primeiro mês de vida são gastas 240 fraldas, com um peso no orçamento familiar de €42,00. Assim, este prémio irá permitir assegurar o apoio em fraldas a 12 bebés recém-nascidos. Durante o ano de 2019, a Vida Norte viu nascer 43 bebés e, desde o início do ano já nasceram três bebés.

Estratégias de Implementação
Para assegurar o acompanhamento e o apoio material, nomeadamente em fraldas, a Grávida tem de assumir um compromisso com a Vida Norte. Este compromisso passa pela sua presença em sessões de capacitação na área dos Cuidados Materno-Infantis (asseguradas por profissionais voluntários das áreas de Enfermagem e Nutrição), e em atendimentos com elementos da equipa técnica, com formação de base em Psicologia, Serviço ou Educação Social), com uma regularidade mínima mensal.
O acompanhamento tem por base o desenvolvimento uma relação de proximidade e de confiança ao longo de todo o período de apoio, desde a gravidez até aos 18 meses de vida do bebé. Durante o acompanhamento é promovida ainda a capacitação na gestão do orçamento doméstico e na área da empregabilidade (individual ou em grupo), através do Espaço RUMO. Nos momentos agendados de atendimento psicossocial ou de capacitação, de acordo com uma avaliação de necessidades criteriosa, é entregue à família o apoio material, tão importante para a redução de despesas, numa fase em que a chegada de um bebé, inevitavelmente, as faz elevar.

Indicadores e Métodos de Avaliação
Na abertura de cada novo processo, existe uma avaliação composta por um atendimento presencial e uma visita domiciliária, realizada por dois elementos da equipa técnica. Nesta avaliação inicial é recolhida informação diversa: indicadores de saúde geral e da gravidez, percepção de competências pessoais, sociais e parentais, dinâmica familiar, enquadramento económico e a situação profissional dos elementos do agregado familiar. Após esta avaliação inicial, são identificadas as necessidades em apoio material. Esta análise é contínua ao longo do processo e o apoio reajustado em função das mudanças que forem ocorrendo. No final do processo, é realizada uma avaliação do mesmo pela técnica e pela família, onde é aferido o impacto da intervenção.

Descrição dos Custos Previstos para a Implementação do Projeto
O custo estimado por grávida/mãe/família acompanhada pela Vida Norte é de € 1 000,00.
Este custo médio inclui o acompanhamento técnico, o enxoval de maternidade, o apoio material (fraldas, leite adaptado, toalhitas, produtos de higiene), deslocações e comunicações ao longo ao ano.

O valor do prémio (500€) cobre os custos previstos?
Não.

Se respondeu “NÃO” à questão anterior, como planeia obter o restante financiamento?
A Vida Norte financia-se através de mecenas, empresas e particulares e, ainda, de doações e campanhas de recolha de produtos de bebé em supermercados, escolas e empresas ao longo do ano, que permitem assegurar as necessidades.

De que forma o projeto pretende contribuir para um NASCER POSITIVO em Portugal?
A Associação Vida Norte trabalha diariamente para que nenhuma grávida se sinta sozinha. O elevado número de pedidos de ajuda que recebemos por parte de grávidas em situação de angústia e fragilidade, relembra-nos a razão de existência e a importância de estarmos presentes. Trabalhamos para que todas as Mães possam acolher os seus bebés com dignidade e acreditamos no enorme potencial que cada uma tem. Defendemos que todos, sem excepção, podem ser motores de mudança. Por isso, o nosso empenho em reforçar a proximidade a cada Mãe que nos procura, nomeadamente através de encontros regulares e visitas domiciliárias, e em potenciar as suas capacidades, com acções de formação concretas que permitem desenvolver as suas competências pessoais e sociais enquanto Mãe e enquanto mulher, de forma a garantir a autonomia após a nossa intervenção.
Em termos de sustentabilidade, sendo a integração profissional o objectivo máximo da intervenção da Vida Norte, é de referir que em 2019, dos 56 candidatos trabalhados em Integração, 38 ingressaram o mercado de trabalho, o que corresponde a 68% de integração profissional, alcançando assim, a autonomia pretendida.