Nome do Projeto
Curso Pós-parto
 
Enquadramento do Projeto 
O grupo alvo deste projeto serão mulheres/casal/família que efetuaram a vigilância pré-natal na Maternidade Bissaya Barreto. Este projeto será aplicado em contexto hospitalar na Maternidade Bissaya Barreto do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra em horário laboral.
 
Necessidade(s) Identificada(s)
Os casais que acompanhamos nos cursos de preparação pré-parto têm solicitado a continuidade do curso após o parto, para responder às crescentes modificações anatómicas, fisiológicas, psicológicas e emocionais nesta fase de transição para a parentalidade. Como na nossa Instituição não existe nenhum curso de pós-parto que ajude a mulher/casal a maximizar o seu potencial de saúde e a prevenir precocemente complicações, pretendemos implementar um projeto de intervenção no âmbito da recuperação pós-parto. Sendo uma Maternidade de Apoio Perinatal Diferenciado, com uma Unidade de Intervenção Precoce, consideramos ser alvo de atenção especial as categorias de vulnerabilidade acrescida na mulher/casal (adolescentes, condição socioeconómica e/ou de instrução desfavorecida, maternidade independente, migrantes).
 
Objectivo(s) e Meta(s)
Objetivos:
– Proporcionar momentos de partilha de experiências
– Promover a saúde emocional e familiar após o parto, tendo em conta as categorias de vulnerabilidade acrescida da mulher/casal
– Incentivar a prática de exercícios físicos progressivos, para recuperação da forma física e retificação postural da mulher
– Promover a aquisição de conhecimentos e capacidades no âmbito do papel parental
– Promover a participação do pai nos cuidados ao recém-nascido
– Promover e apoiar o aleitamento materno
 
Metas:
– Adesão das mulheres na execução dos exercícios de pós-parto superior a 70%
– Alcançar uma prevalência do aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses superior a 80%
– Alcançar uma incidência de complicações no âmbito da amamentação inferior a 50%
– Conseguir que 90% dos pais se sintam competentes no âmbito do papel parental
– Alcançar um score global inferior a 12 na Escala de depressão pós-parto de Edimburgo superior a 90%
 
Estratégias de Implementação
Recursos humanos: equipa multiprofissional Recursos instalações, equipamentos e materiais
Atividades planeadas:
– Divulgar o curso à população e à equipa multiprofissional
– Realizar sessões de forma estruturada (dinâmica inicial, consciência corporal e bem-estar, tema da sessão e dinâmica final)
– Nas dinâmicas das sessões utilizam-se atividades lúdicas (dança, expressão corporal, música e canto)
– Ciclos de partilha de experiência (tertúlias, filmes e atividades manuais)
– Prática de exercícios físicos progressivos para recuperação da forma física e retificação postural
– Abordagem das temáticas no processo de adaptação no pós-parto: autocuidado no pós- parto, adaptação da mulher/casal ao papel parental, apoio do aleitamento materno, preparação do regresso ao trabalho, vigilância da saúde do bebé, desenvolvimento do bebé, sono e choro do bebé, segurança e prevenção de acidentes e a legislação.
 
Indicadores e Métodos de Avaliação
Indicadores:
– Ganhos em capacidades para executar exercícios de pós-parto
– Ganhos em capacidade da mãe para amamentar
– Taxa de incidência de complicações no âmbito da amamentação
– Taxa de bebés amamentados exclusivamente até aos 6 meses
– Ganhos em conhecimentos no âmbito do papel parental
– Ganhos em capacidades no âmbito do papel parental
– Ganhos em capacidades à nova condição de ser pai/mãe
– Taxa de incidência da depressão pós-parto
 
Métodos de avaliação:
– Questionários aos casais, previamente e no terminus do curso.
– Escala de depressão pós-parto de Edimburgo aplicada às mulheres no início do curso – Entrevista direta entre o EESMO e o casal realizada antes e no final do curso.
 
Descrição dos Custos Previstos para a Implementação do Projeto
– Computador portátil (10 polegadas), 16 mantinhas, 9 colchões, 4 almofadas da amamentação, 9 panos de babywearing (tecido próprio), 8 bancos de apoio para pés, cafeteira elétrica para chá. Total: 480 euros
 
O valor do prémio (500€) cobre os custos previstos?
Sim.
 
De que forma o projeto pretende contribuir para um NASCER POSITIVO em Portugal?
Com este projeto, pretendemos melhorar os indicadores na área da saúde da mulher e na área da saúde infantil, respondendo às necessidades da mulher/ casal/família com intervenções personalizadas ao encontro das suas expectativas, potenciando a parentalidade responsável.