Andreia Gonçalves é Community Midwife no University College of London Hospitals.

É licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Saúde de
Viana do Castelo e em Midwifery pela City University of London. É mestre em Metodologias de Investigação pela Surrey University e atualmente frequenta o Doutoramento em Ciências de Enfermagem do ICBAS.

Há cerca de 10 anos a trabalhar numa sociedade multicultural, aprendeu a celebrar a diferença e a liberdade de opção e a compreender que em alguns contextos o direito à escolha ainda não é uma realidade. Esta foi uma das conclusões que retirou do seu estudo de investigação “Preditores do aleitamento artificial desde o nascimento e descontinuação da amamentação”, mas principalmente da experiência de um dia-a-dia entre mulheres, a assistir, cuidar e principalmente ouvir.

Defende a promoção da fisiologia da gravidez e do parto e a redução da medicalização neste contexto, assim como a promoção de uma cultura sem medos, que empodere as mulheres. É com essa filosofia que cuida das utentes e que, no âmbito do seu doutoramento, pretende trabalhar num projeto de investigação de larga escala, que possa produzir conhecimento científico que sustente a criação de novos paradigmas de assistência na gravidez e no parto, para que esta cultura esteja disponível para todas as mulheres.

________________________________________________________________________________________________________

Andreia Neves é Cardiopneumologista Especialista em Sono a exercer há 7 anos no Laboratório de Medicina do Sono do Centro Hospitalar de São João, EPE.

É Professora do Ensino Superior na Escola Superior de Saúde do Porto na Unidade Curricular de Estudo do Sono e orientadora de estágios curriculares na mesma área.

Andreia é também investigadora, com participação em vários projetos de investigação do Centro Hospitalar de São João e Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Frequentou o Curso de Medicina do Sono Nível I e Nível II creditados pela European Sleep Research Society.

É responsável pela consulta de higiene do sono (pediátrica) na Gimnográvida.

________________________________________________________________________________________________________

Anna Maria Rossetti​ é uma ‘independent midwife’ de Monfalcone (GO), Itália, co-fundadora da ‘Associazione Centro Benessere Maternità’ de Florença com Verena Schmid.

É co-fundadora do projeto de ensino ‘SEAO Giovane’ de Florença, criado com o propósito de ensinar e treinar midwifes italianas. Midwife desde 2004: trabalhou em obstetrícia num hospital em Milão, foi missionária humanitária com o cargo de ‘cheaf midwife’ no Afeganistão e tem trabalhado como Coordinator Midwife no P.E.H Hospital of Guernsey (UK).

É diretora didática e líder de projetos da Scuola ElementaLe di Arte Ostetrica em Florença (http://www.marsupioscuola.it/).

Faz parte do comité editorial da revista profissional para midwives ‘Donna e Donna il giornale delle ostetriche’ desde 2009. Tem participado em vários encontros e congressos científicos internacionais.

________________________________________________________________________________________________________

Cátia Godinho nasceu em Lisboa em 1983 e em 2007 formou-se em enfermagem.
Em 2008, começou a sua carreira no mundo da pediatria, nas consultas de saúde infantil do Centro de Saúde do Lumiar, em Lisboa.

Em 2010, a situação do país e da carreira de enfermagem fizeram com que deixasse o seu país, as suas raízes e tudo aquilo que conhecia embarcando na aventura da emigração com o marido e o filho de 3 anos.

Trabalhou nas urgências pediátricas do hospital universitário de Lausanne, sendo depois reconhecida nesse mesmo hospital como enfermeira de referência na área dos maus tratos infantis. Em 2014, trocou as urgências por uma maternidade com o reconhecimento UNICEF “Hospital amigo do bebé” e mais tarde regressou ao universitário fazendo parte da equipa que dá apoio a todos os serviços de pediatria.

Em 2016, decidiu dedicar-se a um sonho: o de colocar todos os conhecimentos que trazia na bagagem aliados à sua experiência como mãe de quatro crianças, à disposição das famílias de língua portuguesa, num projecto que teria como objectivos a informação de qualidade e o apoio à parentalidade. E assim nasceu o projecto “A nossa mãe é enfermeira” -https://www.facebook.com/anossamaeenfermeira/ – que é já uma referência para muitas mães, sendo hoje apoiado pela plataforma “Nosso, com amor!” – https://nossocomamor.com/ – administrada em conjunto com a Andreia Neves, Cardiopneumologista especialista em sono.

Em 2018, juntou-se ao projecto Escola Natural, com uma equipa de profissionais experientes que partilham os mesmos valores e que visa ser uma ferramenta online essencial para mulheres, grávidas e mães de crianças pequenas.
________________________________________________________________________________________________________

Diogo Ayres de Campos é Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, e Chefe de Serviço do Bloco de Partos – Urgência de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Publicou 120 artigos em revistas internacionais indexadas na Medline, editou 4 livros, escreveu 1 livro e 16 capítulos de livros internacionais, e apresentou 152 palestras por convite em reuniões científicas internacionais.

É Secretário-Geral da Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia e Presidente Eleito da European Association of Perinatal Medicine.

Entre 2010 e 2018 integrou o Safe Motherhood and Newborn Health Committee da International Federation of Obstetrics and Gynecology – FIGO.

Participou nos paineis de consenso “Recommendations on antenatal care” e “Intrapartum care and reduction of unnecessary caesarean section” da Organização Mundial de Saúde – OMS.
________________________________________________________________________________________________________

Hannie Oor (1961), casada, com 2 filhos e 2 netos, é educadora perinatal há cerca de 30 anos. Originalmente uma enfermeira psiquiátrica, trabalhou nesta área durante um longo período de tempo, juntamente com o marido.

Para além do seu trabalho como educadora perinatal, dinamizando cursos para casais de preparação para o nascimento, fez formação em massagem para bebés e para adultos e foi presidente da Association of Samen Bevallen durante 11 anos, onde atualmente leciona.

Em 2000, em conjunto com a educatora perinatal Thea van Tuyl e a parteira Mary Zwart, fundou a ENCA-Nederland (European Network of Childbirth Associations), uma organização que reune instituições envolvidas na preparação da grávida para o parto e amamentação, e está empenhada em manter o processo de nascimento natural e humano para a mãe e para a criança. Através do envolvimento com a ENCA na Europa, dá também aulas e workshops, na sua terra natal e no exterior, sobre educação perinatal e capacitação de doulas. A utilização do Rebozo é parte integrante deste trabalho.

________________________________________________________________________________________________________

Isabel Ferreira é Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica e Mestre em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica. É sócia fundadora da Gimnográvida – Preparação para o Parto e Maternidade, Lda (www.gimnogravida.pt) e mãe de 3 filhos. Está atualmente a fazer o Doutoramento em Ciências de Enfermagem, com a tese “Intervenção nas práticas dos enfermeiros especialistas na promoção do parto normal e de experiências positivas de parto”.

É Conselheira de Aleitamento Materno (OMS/UNICEF), Instrutora de Massagem Infantil (APMI), Instrutura de Preparação Aquática Pré Natal e Aclimatização dos Bebés à Água (pela Aquanatal) e Instrutora Evidence Based Birth® (pela Evidence Based Birh® Academy). Tem pós-graduação no método Anatomia e Movimiento® de Núria Vives.

Tem feito várias formações complementares pós-graduadas no âmbito da assistência à mulher no seu ciclo de vida, na assistência pré-natal e na preparação para o parto e assistência ao parto e ao recém-nascido, segundo uma perspetiva psico-neuro-endócrino-imunológica.

Com o aprofundamento dos conhecimentos durante a especialização e mestrado, surgiu a motivação extra para o início de uma procura, dentro e fora do país, por modelos de intervenção na área da saúde materna e obstétrica movidos pela evidência científica e pelos valores humanos. Frequentou e organizou vários cursos e formações para profissionais, aprendendo com enfermeiras parteiras, educadoras perinatais, obstetras, pediatras, antropologistas e outros profissionais, de Portugal e de vários cantos do mundo, na procura pelo que de melhor se faz pela saúde da mulher e do seu bebé neste período tão crucial das suas vidas.

Foi assim que se tornou também enfermeira parteira independente, desenvolvendo e aperfeiçoando competências relacionadas com o apoio e o acompanhamento do casal durante a gravidez e o parto fisiológico, dentro e fora de água, o apoio após o parto e o aconselhamento na amamentação.

________________________________________________________________________________________________________

Lurdes Rodeia é Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica e mestre em ciências de enfermagem.

Professora no ensino politécnico durante 29 anos, pós-graduada em psicologia transpessoal e terapeuta de renascimento.

Trabalha atualmente como enfermeira parteira independente.

Casada, mãe e avó, com interesse particular na psicologia peri-natal e na influência da experiência dos primeiros tempos de vida na personalidade, na família e nas sociedades.

________________________________________________________________________________________________________

Márcio Pedro Nogueira é autor do blog https://omelhorpaidomundo.pt/

É um pai babado, orgulhoso e galinha, assim como um ativista pela afirmação do papel do Pai na educação dos filhos, defendendo que, sem dúvida, em cada Pai está “O melhor Pai do Mundo”.

Orador em eventos sobre parentalidade.

________________________________________________________________________________________________________

Maria da Conceição Santa-Martha é licenciada em Enfermagem desde 2001 e Especialista em Saúde Materna e Obstétrica desde 2007.

Desde esta altura e durante oito anos a desempenhou funções de parteira no Bloco de Partos do Hospital Pedro Hispano. Em simultâneo, foi e ainda é uma das responsáveis pela dinamização do Projeto Bem-me-quer na Unidade de Cuidados na Comunidade de Matosinhos, que tem por base o aumento do nível de empowerment das mulheres e o levantamento de necessidades de conhecimentos e habilidades no âmbito do papel parental e trabalho de parto.

É conselheira em amamentação pela OMS/UNICEF e instrutora de massagem infantil pela APMI. Tem pós-graduação em Anatomia e Preparação para o Parto por Núria Vives e Blandine. É formadora em Preparação Aquática Pré-Natal pela Aquanatal – Ostend.

Tem feito várias formações complementares pós-graduadas no âmbito da assistência à mulher no seu ciclo de vida, na assistência pré-natal e na preparação para o parto e assistência ao parto e ao recém-nascido segundo uma perspetiva psico-neuro-endócrino-imunológica.

O nascimento das suas três filhas despertou-a para o poder inato da Mulher e para a noção de que muitos dos seus medos surgem pelo desconhecimento de si própria. Este tem sido desde então o mote para a busca de formação e conhecimentos diferenciados em fisiologia. Transmiti-los às mulheres e a outros profissionais tem sido uma prioridade, de forma a que se tornem conscientes e consigam verdadeiramente tornar-se decisores convictos pela sua saúde e pela saúde dos seus filhos.

________________________________________________________________________________________________________

Maria Neto Leitão é Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica, Mestre em Ciências da Educação e Doutorada em Enfermagem, com a tese “Mulheres sobreviventes de violência exercida por parceiros íntimos: uma transição sensível a cuidados de enfermagem”. É Terapeuta Sexual e especialista e formadora em igualdade de género.

Professora coordenadora na ESEnfC, coordena a Unidade Científico-Pedagógica de Enfermagem de Saúde Materna, Obstétrica e Ginecológica e a formação especializada e mestrado na mesma área. Leciona em várias unidades curriculares de licenciatura, mestrado e doutoramento em enfermagem, sendo regente de várias unidades.

É investigadora principal na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde onde coordena o projeto estruturante “Género, saúde e desenvolvimento”, co-coordenando e /ou participando em vários projetos associados de âmbito nacional e internacional, dos quais destaca: Violência nas Relações de Intimidade Envolvendo Adolescentes à Luz de Género e Geração – projeto multicêntrico envolvendo Brasil, Espanha, Cabo Verde e Portugal (2014-2018); O Atendimento a Crianças, Adolescentes e Suas Famílias Envolvidas na Violência: O Olhar do Paradigma da Complexidade, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (2015-2017); PARENT (Promotion, Awareness Raising and Engagement of Men in Nurture Transformations), financiado pela European Commission / Directorate-General Justice And Consumers, em que participam Portugal, Áustria, Itália e Lituánia (2017); e Observatory on Women’s Health of the Portuguese-Speaking Countries (candidatura em execução).

Participa em vários projetos de prestação de serviços à comunidade dos quais se destaca: (O)Usar & Ser Laço Branco (prevenção primária da violência nas relações de intimidade a começar no namoro) do qual é membro fundador e foi co-coordenadora de 2007 a 2015; Programa P / Portugal (promoção da paternidade ativa nos serviços de saúde) (desde 2014); Rede de Enfermeiros de Saúde Materna e Obstetrícia, da qual é membro fundadora e co-coordenadora (desde 2014); Rede de Enfermagem de Saúde da Mulher de países de Língua Portuguesa, da qual é fundadora e co-coordenadora (desde 2014). É co-autora de vários livros e capítulos de livros, bem como, de artigos científicos em revistas indexadas.

Mãe “senior” da Bárbara (29 anos) e do Tomás (26 anos), dois acontecimentos que acompanharam e enriqueceram todo o percurso académico e profissional … e transformaram TODA a sua VIDA.

SER MÃE foi e é o MAIOR desafio.

________________________________________________________________________________________________________

Mário Santos é assistente de investigação no Centro de Investigação e Estudos em Sociologia do ISCTE-IUL (https://ciencia.iscte-iul.pt/mjdss).

É licenciado em Enfermagem, mestre em Saúde, Medicina e Sociedade. Entre 2008 e 2015, trabalhou como enfermeiro no serviço de obstetrícia do hospital dos SAMS, em Lisboa.

No seu percurso académico, concluiu em 2012 uma investigação sobre o planeamento e a experiência do parto no domicílio em Portugal, focando-se na questão da (des)medicalização, da reflexividade e coerência identitária, e da personalização do consumo de tecnologia. Atualmente, é bolseiro FCT de doutoramento em Sociologia, onde procura explorar as dinâmicas das relações entre os profissionais dedicados ao parto domiciliário em Portugal, e identificar as formas de construção dos saberes e das suas práticas.

Desenvolveu pequenos projetos de investigação sobre a assistência ao parto do domicílio na Dinamarca, em Israel, e é coordenador de um projeto internacional em curso que pretende mapear os partos extra-hospitalares na Europa.

Integra a rede europeia COST Action BIRTH (https://eubirthresearch.eu/) e coordena o ramo português do inquérito internacional Babies Born Better.
Em paralelo, faz também parte da Associação pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto, é doula, e é pai.

________________________________________________________________________________________________________

Mark Harris é enfermeiro e ‘midwife’. Desde sempre que adora estar perto de pessoas. Tem cinco irmãs e três irmãos, o que lhe proporcionou bastante prática e, agora, com 6 filhos e 6 netos, tem muitas oportunidades de satisfazer esta paixão por pessoas.

As escolhas que fez na sua vida profissional foram moldadas por essa inclinação gregária.

Mark trabalhou como enfermeiro, ‘midwife’, professor de ensino superior, hipnoterapeuta, e formador de Programação Neurolinguística (PNL).

Ainda trabalha como ‘midwife’ oferecendo uma educação para o nascimento através do programa Birthing4Blokes. Para Mark, o trabalho e o lazer fundem-se com frequência.

Mark é autor do livro premiado: Men, Love and Birth.

________________________________________________________________________________________________________

Mary McNabb é midwife desde 1972, tendo trabalhado na área durante 10 anos, em Londres, antes de se tornar professora universitária. Durante esse período, colaborou com midwives para estudar os efeitos do exercício regular e da forma física da mulher no crescimento fetal e na progressão do trabalho de parto e o parto.

O interesse pela investigação nesta área foi aprofundado pelo mestrado Science of Physiology da Universidade de Londres, em 1992, assim como pela preparação realizada quando escreveu os capítulos sobre biologia reprodutiva das últimas quatro edições da Mayes’ Midwifery.

De 1990 a 2006, trabalhou como Senior Lecturer na London South Bank University e ocasionalmente, até 2011, na St George’s & Kingston University. Em South Bank, obteve financiamento para estudar sobre a promoção da vinculação materno-infantil e pesquisar possíveis efeitos analgésicos, ansiolíticos, relacionais e metabólicos da ocitocina endógena.

O interesse pela ocitocina prolongou-se nas pesquisas com Linda Kimber e colegas da National Perinatal Epidemiology Unit Oxford, onde testaram os efeitos analgésicos e ansiolíticos da primeira fase do LK Massage Programme®.

A colaboração com Linda Kimber continuou e o programa evoluiu, com novas evidências científicas e o feedback de midwives de Hong Kong, Taiwan e China, onde Linda Kimber ensina o LK Massage Programme® todos os anos, desde 2009. Desde então, as midwives treinadas têm implementado o LK Massage Programme® e instruído casais a praticarem exercícios de massagem, respiração e visualização, desde o final da gravidez e durante trabalho de parto e o nascimento. A intervenção foi eficaz na promoção de um aumento de trabalhos de parto com início espontâneo e diminuiu a exposição a analgesia farmacológica e a ocitocina sintética. Essas experiências positivas de nascimento trouxeram prazer e alegria aos pais e às midwives.

Mary McNabb teve um papel determinante na fundamentação científica do LK Massage Programme®, com pesquisas relacionadas com a fisiologia circadiana materna e as adaptações neuronais, neuroendócrinas e emocionais, das 30 às 36 semanas de gestação, até o início da sucção-lactação, trabalhando como consultora científica para Childbirth Essentials® (https://www.childbirthessentials.co.uk/)

________________________________________________________________________________________________________

Olga Gouni é psicóloga pré-natal. Ela ouve pessoas que regridem à sua experiência primordial e descobre as causas associadas à sua atual qualidade de saúde ou de relacionamentos.

Fascinada pela área desde cedo, Olga aprendeu com profissionais pioneiros e experientes. Mais recentemente, começou a partilhar o seu conhecimento com outros profissionais que partilham o mesmo interesse pela área.
Olga constrói Programas Avançados de Saúde (Primordial) para trabalhar com casais grávidos, crianças e famílias. Escreve, ensina e cria módulos educacionais on-line sobre psicologia pré-natal, em inglês e grego. Gosta também de viajar.

Hoje, depois de mais de 25 anos de trabalho clínico, pesquisa e ensino, Olga gostaria de criar um elo entre o mundo académico e os profissionais e pessoas que realmente precisam dos seus serviços.

É Diretora do Conselho de Educação da Cosmoanelixis, uma Faculdade que fundou há 25 anos, Educadora Externa na Universidade Kapodistrian (Atenas), e Membro do Grupo de Investigação COST Action.
Sente-se continuamente inspirada pela Natureza, 124 People e pela Vida.

________________________________________________________________________________________________________

Soo Downe é midwife e professora universitária na UCLan, Reino Unido (Licenciatura, RM, MSc, PhD, OBE).

Trabalhou durante 15 anos como midwife e, em 2001, ingressou na UCLan onde hoje é Professora de Midwifery e coordenadora do grupo de investigação Research in Childbirth and Health.

O seu interesse principal em investigação é a natureza e a cultura relacionadas com o parto normal. É Presidente da EU COST Action (IS1405), um grupo de trabalho cuja finalidade é maximizar os efeitos positivos do parto para mulheres, bebés, famílias e comunidades, a longo prazo. O grupo inclui investigadores e investigações de 33 países, mais de 120 cientistas, decisores políticos, utilizadores dos serviços de saúde, profissionais de saúde e ativistas, abrangendo uma grande variedade de disciplinas.

Integra o Conselho Diretivo da International MotherBaby Childbirth Organisation, da Global Respectful Maternity Care Council of the White Ribbon Alliance, da Lancet Midwifery Series e da Lancet Stillbirth Series e é co-autora dos artigos de investigação publicados nestas séries assim como os da próxima série Lancet, dedicada às cesarianas. Tem integrado grupos técnicos de trabalho para o desenvolvimento de várias guidelines da Organização Mundial da Saúde.

É fundadora do grupo de investigação “Northwest Clinical Midwives Research Group”, em 2001, que actualmente coordena. É membro do NHS England Better Births Stakeholder Council e publicou mais de 120 artigos em revistas científicas, fruto do trabalho de investigação que realiza, nacional e internacionalmente.

________________________________________________________________________________________________________

Thea van Tuyl é Educadora Perinatal há mais de 30 anos na Holanda.

Ingressou na ENCA (Rede Européia de Associações de Parto) em 2000 e desde então foi convidada, juntamente com Hannie Oor, para ministrar workshops e palestras sobre educação perinatal, em vários países europeus.

De 2006 a 2013 foi formadora de Doulas e, nesse contexto, interessou-se por massagem com rebozo. Como visitante anual dos congressos do Midwifery Today, aprendeu sobre rebozo com Naoli Vinaver, do México. Começou a dar workshops sobre essa técnica na Holanda e em outros países europeus.

Em 2009, publicou um livro sobre rebozo, com os co-autores Mirjam de Keijzer e Naoli Vinaver. Este livro está também traduzido para português por Naoli Vinaver, designando-se “A Técnica Do Rebozo Revelada”. Em inglês chama-se “Rebozo Technique Unfolded”.
________________________________________________________________________________________________________

Vânia Simões é advogada, jurista e membro da Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto.

Licenciada em Direito, é Mestre em Ciências Jurídico-Empresariais e Pós-Graduada em Direito da Medicina pela Faculdade de Direito de Universidade de Lisboa. Está a realizar o seu Doutoramento em Direito na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Colaborou em diversos escritórios de advocacia em Portugal e no Brasil e é autora de diversos estudos em curso de publicação na área do direito penal médico.

________________________________________________________________________________________________________

MODERADORES

Dolores Sardo é Professora na Escola Superior de Enfermagem do Porto e Presidente Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras – APEO.

Tem o Título de Especialista em Enfermagem, é Enfermeira Especialista de Saúde Materna e Obstétrica e tem pós-graduação em Administração e Planificação da Educação.

É também Diretora da Revista da Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras, Peer Revue da ICM Triennal Congress em 2017, 2014, 2011 e 2008, Peer Revue 4th Congress Associació Catalana de Llevadores & 15th Congress Federación de Asociaciones de Matronas de España, 2017, Delegada da APEO na International Confederation of Midwives, Delegada da APEO na European Midwives Association e formadora e conselheira em aleitamento materno.

________________________________________________________________________________________________________

Isabel Ferreira (consultar nota curricular na secção de oradores)

________________________________________________________________________________________________________

Joana Guimarães é Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica e trabalha no Núcleo de Partos do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, EPE . A enfermagem foi a profissão que sempre idealizou e a realiza.

Como uma apaixonada pela área da pediatria, particularmente pelos recém-nascidos e no sentido de uma melhor prestação de cuidados, especializou-se em Saúde Infantil e Pediatria, trabalhando no serviço pediatria, obstetrícia, urgência de pediatria e cuidados de saúde primários, especificamente na consulta de saúde infantil. Ao longo do seu trajeto profissional foi-se intensificando a necessidade de saber algo mais sobre a forma como se nascia, verificando que muitas das necessidades dos pais e crianças se reportavam a vivências anteriores durante a gravidez, parto e pós-parto.

Posteriormente, surge a oportunidade de ir trabalhar para o núcleo de partos, onde trabalha atualmente. A necessidade de aprendizagem tornou-se cada vez maior, o que a levou a especializar-se na área de saúde materna e obstétrica, iniciando-se todo um novo trajeto de busca de conhecimento. As competências adquiridas durante a especialidade abriram porta a uma necessidade urgente de saber mais ainda sobre todo este caminho maravilhoso que é a gravidez, parto e pós-parto, levando-a a frequentar inúmeros cursos e formações com profissionais de nacionalidade portuguesa, bem como de outros países do mundo, no sentido de encontrar um melhor caminho para ajudar a mulher e o seu filho a vivenciar a experiência mais positiva de nascimento.

Nesta procura de conhecimentos abraçou uma experiência de missão na Guiné-Bissau, integrando durante 9 meses um Projeto para a Redução da Mortalidade Materna-Infantil – PIMI (Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil), dando apoio e formação em serviço nas salas de parto e serviços de pediatria até aos 5 anos de idade de 3 hospitais da periferia do país. Esta foi uma experiência muito intensa e grandemente enriquecedora, que a encheu de mais vontade de ir ao encontro do empoderamento da mulher e casal para a vivência tranquila e positiva do momento único que é nascer. Integra a equipa da Comissão de Promoção, Protecção e Apoio ao Aleitamento Materno do hospital onde trabalha.

________________________________________________________________________________________________________

COMISSÃO CIENTÍFICA

Alexandrina Mendes, médica pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, está na fase final da formação em Ginecologia e Obstetrícia no Centro Materno-Infantil do Norte.

Em 2011 frequentou o primeiro ano da especialidade de Saúde Pública e em 2012 iniciou o seu percurso no mundo da assistência ao nascimento através da especialidade de Obstetrícia.

Em 2013, motivada pelo desejo de uma assistência mais abrangente e integradora fez um curso de Doulas e hoje é membro da Rede Portuguesa de Doulas.

Em 2016 fez formação de Mindfulness para a gravidez e em 2017 iniciou a formação de Rebirthing.

________________________________________________________________________________________________________

Germano Couto é Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica (EESMO), com mestrado e doutoramento em Ciências de Enfermagem.

Começou a sua atividade como enfermeiro em 1994, no Centro de Saúde da Senhora da Hora, em Matosinhos, onde permaneceu até 2000. Simultaneamente, entre 1994 e 1999 foi enfermeiro no Laboratório de Análises Clínicas Dr. Carlos Torres, em Matosinhos. Entre 2000 e 2003, colaborou com a Linha Saúde 24, e trabalhou como EESMO no Centro Hospitalar Póvoa de Varzim / Vila do Conde.

Foi Supervisor Clínico de alunos da licenciatura e especialização em diversos contextos entre 2000 e 2007 e leccionou em diversas instituições de ensino superior (Escola Superior de Enfermagem de Santa Maria / Escola Superior de Enfermagem do Porto / Instituto Politécnico de Bragança / Universidade Fernando Pessoa / Universidade de Umeå – Suécia), entre 2003 e 2011.

Coordenou a Unidade de Apoio à Comunidade e de Enfermagem e foi Enfermeiro-Chefe do Centro de Saúde de Vila do Conde e Modivas, entre 2000 e 2007.

Entre 2008 e 2011 foi Presidente do Conselho Diretivo Regional da Secção Regional do Norte da Ordem dos Enfermeiros.

Cumpriu o seu mandato enquanto Bastonário da Ordem dos Enfermeiros entre 2012-2015.

É autor de inúmeros artigos científicos e de opinião, tendo publicado vários livros, quer seja como autor, revisor / tradutor ou autor de prefácios. Ao longo dos anos, participou como orador em múltiplos encontros nacionais e internacionais.

________________________________________________________________________________________________________

Joana Faria é Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia. Mãe de 2 meninos, cujos nascimentos foram, por diferentes razões, experiências absolutamente transformadoras.

Trabalha no serviço de Obstetrícia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/ Espinho, desde 2009, e colabora com a Gimnográvida e a Razao D’Ser, desde 2013, no acompanhamento de casais durante a gravidez, parto (incluindo parto na água) e pós-parto.

Tem vindo a complementar os seus conhecimentos e competências técnicas e científicas, com profissionais de renome internacional, dos quais se destacam Núria Vives, Anna Maria Rossetti e Barbara Harper (Waterbirth International®).

Faz parte da Comissão Organizadora e Científica do “Encontro Internacional de Novos Paradigmas no Nascimento – Nascer Positivo®” desde a sua primeira edição.

Acredita que a gravidez e o parto são, quase sempre, eventos naturais e fisiológicos, que evocam a força e o poder da mulher e da família e que, por isso, devem ser respeitados em toda a sua essência.

________________________________________________________________________________________________________

 

Esta página encontra-se em atualização. Para conhecer os restantes oradores consulte por favor o programa do evento.